Alcon

(11) 4240-2272
Orçamento

Chamadas Alcon

Tecnologia TETRA

Tecnologia TETRA
TETRA (Terrestrial Trunked Radio) é uma tecnologia de padrão aberto desenvolvido pelo Instituto de Normas Européias de Telecomunicações (ETSI). O principal objetivo do padrão TETRA foi definir uma série de interfaces abertas, assim como serviços e facilidades, com detalhamento suficiente de modo a permitir que fabricantes desenvolvam infraestrutura e terminais que possam interoperar totalmente com os demais produtos e, também atendam às necessidades tradicionais dos usuários de PMR (Private/Professional Mobile Radio) nas organizações. Além disso, o padrão TETRA possui uma arquitetura escalonável, isso representa implementações de redes de forma econômica, variando de um monosítio com cobertura local para multisítios com cobertura ampla e/ou nacional.

Para atender às necessidades dos usuários de rádio PMR em constante mudança e utilizar a versão mais recente da tecnologia, o padrão TETRA continua em evolução e melhoramentos através do desenvolvimento de novas normas.

Serviço Especializado da Alcon Engenharia de Sistemas

Atuação em todo o território nacional com a comercialização e prestação de serviços especializados de locação (aluguel) de Sistemas de Rádio Digital Troncalizado e Terminais TETRA.

Mercados e Aplicações
As redes TETRA, atualmente, estão operacionais em todos os segmentos de mercado tradicionais, tais como:

  • Indústria e Varejo
  • Óleo & Gás
  • Utilidades Públicas
  • Transportes
  • Segurança Pública
  • Governo
  • Exército e Forças Armadas
  • Operadoras de Telecomunicações

Infraestrutura TETRA Sepura

Infraestrutura TETRA DAMM


Terminais TETRA Sepura

TETRA e Dados

O padrão TETRA tem sempre proporcionado benefícios para a transmissão de dados assim como para voz. O uso de mensagem de status e Serviços de Dados Curtos (SDS) propiciam métodos muito eficientes para, rapidamente, compartilhar informações com baixo impacto no tráfego de voz ou dados via IP. Muitas aplicações de SDS têm sido desenvolvidas especificamente para aumentar a eficiência operacional.

TETRA Release 1
Uma visão geral dos elementos de rede que compõem o padrão TETRA são mostrados na figura 1.

Interfaces no padrão TETRA

Gerenciamento e Comutação da Infraestrutura (SwMI)
A abreviação SwMI é utilizada para classificar todos os equipamentos e sub-sistemas que compõem a rede TETRA, incluindo as estações rádio base (ERB).

Interfaces Aéreas (1 & 2)
As interfaces mais importantes (e complexas) a serem consideradas são as “interfaces aéreas” entre a ERB e os terminais de rádio (1) e a interface de Operação em Modo Direto (DMO) (2). DMO é uma facilidade que permite aos terminais operarem localmente, independentemente, da infraestrutura principal da rede TETRA.

Operação Modo Direto (DMO) (2)
DMO é o termo usado pela indústria da tecnologia TETRA para descrever a capacidade dos terminais de rádio TETRA se comunicarem diretamente, uns com os outros (similar ao modo convencional ponto-a-ponto), independente da Operação em Modo Troncalizado (TMO) da rede.

Interface de Equipamento Periférico (3)
Esta interface padroniza a conexão de um terminal de rádio a um dispositivo externo, e suporta transmissão de dados entre aplicações residentes no dispositivo e conectado a um terminal de rádio TETRA. A porta PEI também permite o controle de certos elementos dentro do terminal de rádio a partir do dispositivo externo e/ou aplicação.

PSTN/ISDN/PABX (4)
Esta interface padronizada habilita a tecnologia TETRA a comunicar-se com PSTN, ISDN e/ou um PABX, inclusive o recurso de voz full-duplex.

Voz + Dados (V+D)
Para atender as necessidades dos tradicionais usuários de PMR nas organizações, uma ampla faixa de serviços V+D e outras facilidades têm sido desenvolvidas no padrão, sendo que as mais importantes a considerarmos são:

  • Serviços de voz
  • Chamada em Grupo (Chamada Geral)
  • Chamada prioritária pré-emptiva (Chamada de Emergência)
  • Retenção de Chamada
  • Chamada Prioritária
  • Designação de Número de Grupo Dinâmico (DGNA)
  • Escuta Ambiente
  • Chamada Autorizada pelo Despachante
  • Área de Seleção
  • Entrada Tardia
  • Serviços de Dados
  • Serviços de Dados Curtos
  • Pacote de Dados

Segurança em TETRA
A segurança em TETRA é ampla, abrange desde os diferentes níveis de segurança aceitáveis em redes comerciais/industriais aos níveis exigidos para redes de segurança pública nacionais. Os mecanismos de segurança no padrão são atendidos através da Autenticação, Encriptação da Interface Aérea (AIE) e Criptografia fim-a-fim.

Processo de Certificação de Interoperabilidade TETRA
O processo de certificação é gerenciado pelo Fórum Técnico (Technical Forum – TF) da Associação com objetivos e prioridades definidos conjuntamente com a Associação de Operadores e Usuários (Operators/Users Association – OUA), anualmente.

Para cada recurso a ser certificado, uma especificação do Perfil de Interoperabilidade TETRA (TETRA Interoperability Profile – TIP) é criada nos grupos de trabalho estabelecido pelo TF.

Após a definição e aprovação do TIP, um documento detalhado do Plano de Teste de Interoperabilidade (Interoperability Test Plan) é produzido em procedimento idêntico. A Associação tem contratado a ISCOM (Istituto Superiore dele Comunicazioni e tecnologie dell´Informazione), laboratório do Ministério de Comunicações Italianas, para atuar como uma autoridade de certificação para supervisionar as sessões de testes e emitir os certificados.

Os testes de Certificação IOP são realizados em um ambiente de múltiplos fabricantes testando a interação entre diferentes marcas de equipamentos.

Referências técnicas
TETRA Critical Communications Association
Interoperabilidade TETRA
Tecnologia TETRA