Alcon

(11) 4240-2272
Orçamento

Chamadas Alcon

FAQ

Diferença entre rádio analógico e rádio digital?
A diferença está em seu sistema de transmissão dos dados. Nos rádios analógicos os dados são enviados de uma maneira mais simples no mesmo modo em que foram transmitidos, sendo mais suscetíveis a interferências e intervenções não autorizadas. O rádio digital oferece muito mais recursos ao usuário, já que seus dados são transmitidos através de código binário, tornando o modo de operação mais seguro, sem interferências e com maior qualidade.
Como funciona o sistema Trunking ?
Clique aqui

Como Funciona o sistema Convencional?
Clique aqui

Como migrar do sistema analógico para o digital?
Caso o cliente já possua um sistema analógico, a migração pode ser feita de forma gradual, com a substituição dos equipamentos analógicos para os digitais, realizando atualização completa do sistema ou realizando a substituição por equipamentos que operem nas duas modalidades tanto analógico como digital.

Como conseguir a licença Anatel?
Clique aqui
Porque devo realizar a locação de sistema com a Alcon Engenharia?
Clique aqui

Como é feita a implantação do sistema de radiocomunicação?
Clique aqui

O que é Site Survey?
Clique aqui

Como devem ser carregadas as baterias?
As baterias devem ser carregadas somente nos carregadores de seus respectivos fabricantes. Devem ser carregadas até atingirem 100% de sua capacidade antes do uso, para garantir um funcionamento correto e mais desempenho.

Quanto o tempo de autonomia da bateria?
Em geral, aproximadamente de 8 a 10 horas, para os usuários com funcionamento superiores a essa carga horaria, a Alcon disponibiliza bateria reserva de acordo com as tratativas comerciais. A autonomia da bateria depende do material de sua composição, capacidade e ciclo de operação do usuário.

Como devo limpar meu rádio ?
Clique aqui

Quais são os equipamentos Intrinsecamente Seguros?
Clique aqui

Gateway analógico
Componente especial que aceita interface(s) com um sistema de rádio analógico
existente. Assim, o sistema analógico pode ser conectado e usado com o sistema de radiocomunicação atual.

Chamada de transmissão
Em uma chamada de transmissão, um assinante pode chamar um, vários ou todos os grupos. Esta chamada é uma comunicação unidirecional (simplex, por exemplo, do Despachador para todos os grupos).

Chamada direta
Um tipo especial de chamada individual em que o assinante seleciona o dispositivo móvel desejado em uma lista e pode falar imediatamente pressionando PTT.

Modo direto (DMO)
O modo direto permite a comunicação entre dois dispositivos móveis sem usar a
infraestrutura TETRA. Para fazer isto, os dispositivos móveis usam uma frequência reservada especificamente para esta finalidade. Esta frequência é definida quando os dispositivos móveis são programados.

Despachador
Pessoa que coordena e gerencia tarefas para um ou mais grupos.

Diversidade
Ao usar duas antenas receptoras, é possível melhorar o sinal recebido na estação rádio base.

Gateway DMO
Dispositivo móvel TETRA especial que estabelece uma conexão entre a infraestrutura TETRA e outros dispositivos móveis fora da área de cobertura de rádio em modo direto (DMO). Isto possibilita expandir a área de cobertura de rádio.

Designação de número de grupo dinâmico (DGNA)
A Designação de número de grupo dinâmico permite que usuários autorizados formem
grupos ad hoc/temporários durante uma operação ao vivo. Estes grupos não devem ser predefinidos no dispositivo móvel (a contrário dos grupos estáticos), mas são designados ao dispositivo móvel por meio da interface aérea, conforme necessário. Desta forma, é possível atender às necessidades operacionais de curto prazo sem a necessidade de configurar grupos estáticos.

Chamada de emergência
Chamada com a mais alta prioridade que, devido à escassez de recursos –
também pode encerrar chamadas atuais para se conectar.

Chamada em grupo
Chamada de um assinante para um grupo (semi-duplex: um só membro fala, os outros
escutam). A operação semi-duplex é controlada pelo botão PTT.

Chamada individual
Chamada em que duas partes se comunicam entre si. Estas chamadas podem ser feitas no modo semi-duplex com o botão PTT ou no modo full duplex (sem o botão PTT, como uma chamada telefônica). Os possíveis tipos de chamada individual dependem das autorizações do assinante.

Identidade de assinante abreviada individual (ISSI)
Número único do assinante para um dispositivo de terminal individual em uma rede TETRA.

Entrada tardia
Uma função das chamadas em grupo que permite que um assinante se junte a um grupo ativo em um momento posterior se o assinante não estava disponível quando a chamada foi iniciada.

Estação/Assinante móvel (MS)
Assinante móvel (MS) é o termo padrão TETRA para dispositivos móveis (em veículos) e portáteis (pessoais, de mão).

Pacotes de dados (PD)
Pacotes de dados (PD) é o termo TETRA para serviços de pacotes de dados, que permite a transmissão de dados baseada em IP entre dispositivos de terminal e equipamentos de computador conectados aos dispositivos móveis. O equipamento é conectado por meio de uma interface de equipamentos periféricos (PEI), que é uma interface padronizada para dispositivos móveis. Se estiver disponível, também é possível transmitir dados através do gateway PD para redes de IP físicas externas.

Interface de equipamentos periféricos (PEI)
A Interface de equipamentos periféricos para dispositivos móveis proporciona uma interface padronizada para aplicações externas (por exemplo, notebooks) por meio de um conector RS-232 (ETS 300 392-5).

Chamada prioritária preemptiva
Uma chamada na qual ao assinante que chama é atribuída uma conexão de voz
imediatamente. Se todos os canais de voz estiverem ocupados, uma chamada existente é desconectada.

Prioridade
A cada assinante (prioridade de chamada) e grupo (prioridade de transmissão) é atribuída uma prioridade para permitir o gerenciamento de recursos na rede TETRA. Se surgirem filas de espera no sistema, os níveis de prioridade determinam a sequência das conexões.

Push-to-talk (PTT)
Botão que deve ser pressionado para solicitar uma chamada (semi-duplex). Ao pressionar este botão, é feita a atribuição de um canal de voz no sistema. O botão PTT não é necessário para chamadas full duplex (chamadas individuais).

Fila de espera
Se todos os canais estiverem ocupados quando uma conexão de rádio for solicitada, os
assinantes que aguardam um canal desocupado são gerenciados em uma fila de espera. A atribuição de canais disponíveis é gerenciada de acordo com a prioridade designada a cada assinante/grupo.

Célula de rádio
Área de rádio (cobertura) de uma estação base.

Registro
Rotina pela qual um dispositivo móvel TETRA faz o registro com a infraestrutura (Estação base) com sua Identidade de assinante abreviada individual (ISSI). Esta rotina também é realizada no handover de uma célula de rádio para uma célula vizinha.

Serviços de dados curtos (SDS)
Os Serviços de dados curtos são usados para trocar mensagens de status e mensagens
curtas entre assinantes móveis e despachadores. Mensagens de status são transmitidas como números, que são traduzidos para o texto de exibição correspondente no respectivo dispositivo. Mensagens curtas são transmitidas com tamanhos de pacotes predefinidos (16, 32 e 64 bits). Mensagens de texto são transmitidas com tamanhos de pacotes variáveis (0 a 2047 bits). Confirmações de leitura e recebimento podem ser solicitadas para mensagens de texto.

TETRA (Rádio terrestre troncalizado)
Este padrão é definido como uma plataforma universal para uma série de serviços de rádio móvel e em particular para soluções de comunicação onde a segurança é essencial. Mais detalhes sobre este padrão estão disponíveis em www.etsi.org.

Operação em modo troncalizado (TMO)
Este termo descreve o modo de comunicação de voz normal em uma rede TETRA, o que significa que o assinante móvel é registrado na rede TETRA e não está sendo operado em modo direto.

Voz sobre IP (VoIP)
Termo geral usado também para telefonia de IP. É usado para descrever uma família de tecnologias de transmissão para transferir as informações de telefonia necessárias
(sinalização e voz) por meio de redes de dados baseadas em IP.